Santo André apresenta balanço de operação

Seguindo cronograma de agendas com diversas visitas pela cidade, a prefeita em exercício de Santo André, Oswana Fameli, esteve na sede da Defesa Civil da cidade, e acompanhou apresentação do lançamento e balanço do Programa Operação Chuvas de Verão (POCV) realizada pela diretora de departamento da Defesa Civil, Débora Diogo.

“É muito relevante o trabalho que esta equipe desempenha e acredito que podemos atribuir ao empenho e dedicação destes profissionais, somadas as açães de governo realizadas por outras secretarias o fato de, nem mesmo com as fortes chuvas que caíram na região no ano passado, termos mais em Santo André áreas R4, aquelas que são consideradas com risco muito alto”, fez questão de destacar a prefeita em exercício.

De acordo com dados da Defesa Civil, os meses de janeiro, fevereiro e março de 2015, apresentaram índices muito acima do padrão histórico da cidade. Enquanto nestes meses as marcas registradas foram de 702,06, 539,7 e 523,8 milímetros, respectivamente, no verão de 2014 as mediçães registradas foram 367,2, 164,7 e 270,3 milímetros, respectivamente para os mesmos meses.

“Esta visita foi de grande valor, além de ser uma oportunidade para apresentarmos todo um trabalho preventivo, educativo e de redução que estamos realizando. É fundamental que a Oswana, hoje como prefeita, propague todo esse processo e possa ajudar a levá-lo ao conhecimento das pessoas”, destacou Diogo.

Ainda durante a visita pelo departamento, Oswana pode acompanhar o cotidiano e o trabalho realizado pelos agentes, além de algumas ferramentas utilizadas pelos técnicos para monitorar as condiçães climáticas na cidade e outras regiães do país dentre elas: a página do Semasa onde estão as notícias da Defesa Civil; boletins mensais de notícias da Defesa Civil de janeiro a dezembro de 2015; os monitoramentos climáticos e dos córregos por meio de câmeras; os índices pluviométricos diários da cidade; além da ferramenta que pode ser utilizada pelos munícipes para se cadastrarem e receberem os alertas preventivos via SMS.

Para tentar combater incidentes ligados a catástrofes naturais Santo André hoje conta com: mapa de áreas de risco; 19 pluviómetros automáticos e oito semiautomáticos; cinco estaçães meteorológicas; onze câmeras de monitoramento de rios, córregos e piscinães; equipe técnica competente, comprometida e cada vez mais atualizada no tema; sistema integrado com todos os setores para atendimento e preparo; além de um trabalho cada vez mais efetivo na prevenção de acidentes.