Prevenção contra a gripe inclui mudança de alguns hábitos

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe está marcada para começar no dia 30 de abril, de acordo com o Ministério da Saúde. Porém, a incidência desta doença pelo vírus H1N1 vem causando preocupaçães desde já, uma vez que neste ano já foram registrados 305 casos e 46 mortes por gripe H1N1. Mais da metade dos casos graves e mortes registradas foram na faixa etária de 40 a 60 anos.

Prevenção Além da vacina, é importante adotarmos medidas preventivas, que ajudam a nos proteger contra qualquer tipo de gripe: – Lave as mãos com frequência ou use álcool gel para a higienização. Levar um frasquinho na bolsa é bem prático.

– Mantenha os ambientes ventilados para facilitar a circulação de ar.

– Evite contato com pessoas gripadas, pois o vírus é altamente transmissível.

– Locais públicos como maçanetas, corrimãos, apoios do metró e dos ónibus são altamente infectados. Sempre que encostar, evite levar a mão aos olhos, boca e nariz.

– Estresse, ansiedade e má alimentação enfraquecem o sistema imunológico. Alimente-se e durma bem para fortalecer o organismo. – Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

– É recomendado o afastamento temporário (trabalho, escola, etc) até 24 horas após cessar a febre.

– Na ocorrência de diversos casos em um mesmo local (trabalho ou escola), a Vigilância Epidemiológica deverá ser notificada imediatamente para orientaçães e, se necessário, adoção de outras medidas de controle.

Sintomas Os sintomas da gripe …− tanto a H1N1, a H3N2 ou a Influenza B …− mais comuns são: febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulaçães e dor de cabeça.

No caso específico da H1N1, um sintoma que chama atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo. Caso apresente esses sintomas, procure imediatamente um médico para iniciar o tratamento prescrito, que inclui uma boa hidratação, repouso e uso de antiviral.