Presidente ucraniano encerra cessar-fogo contra rebeldes

O descarrilamento de três vagães de um trem do metró de Moscou deixou pelo menos 20 mortos e mais de 100 feridos na manhã desta terça-feira.

Citado pela agência Interfaz, o vice-prefeito de Moscou, Piotr Biryukov, informou que 149 pessoas solicitaram atendimento médico. Delas, 106 foram hospitalizadas, incluindo o condutor do trem acidentado. Uma fonte do Ministério para Situaçães de Emergência do país disse à agência RIA Novosti que, entre os hospitalizados, “50 se encontram em estado grave”.

O incidente aconteceu entre as estaçães Park Pobedy e Slavyansky Bulvar, na capital da Rússia, e muitos passageiros teriam ficado presos no trem dentro de um túnel.

De acordo com o Ministério para Situaçães de Emergência, o acidente aconteceu devido a uma queda brusca da tensão elétrica.