/Por que os espectadores amam filmes que envolvem cassinos e apostas?
cassinos e apostas

Por que os espectadores amam filmes que envolvem cassinos e apostas?

Grandes obras, como Crupiê, a saga de Doze Homens e um Segredo e Casino, estão na lista de filmes que fizeram enorme sucesso

Não é comum entrar em um cinema e encontrar um filme que fale sobre casino online dinheiro real ou aborde os jogos de azar de maneira mais ampla. É possível dizer que essa conexão acontece há muito tempo. Há quem diga que tudo começou em Hollywood, com o filme “The Cincinnati Kid”, lançado em 1965.

Desde então, outras obras igualmente importantes foram criadas em Hollywood com o intuito de reproduzir nas telonas o ambiente dos cassinos e, mais do que isso, a realidade de quem se aventura entre as roletas, entre dramas, sucessos, risos e choros.

Os filmes que abordam as histórias de jogadores e seus momentos em cassinos ao redor do mundo conseguem produzir tensões que levam o espectador ao limite. As histórias são habilmente tecidas juntas e às vezes o espectador não vê para onde tudo está indo. Então, de repente, o filme os atingirá com um desenvolvimento ou conclusão inesperada da trama – assim como um jogo de cassino em si.

Esse é o caso de “Mollys Game“, que narra a trajetória de Molly Bloom, uma esquiadora profissional, cheia de reconhecimento e sucesso, mas que precisa abandonar a carreira após sofrer um grave acidente. Aí, ela decide que o melhor é entrar para o mundo das apostas.

Quando ela consegue desenvolver técnicas para ganhar cada vez mais dinheiro, sua reputação e sucesso começam a incomodar membros da máfia. As situações extremas a que Molly é submetida ainda são lembradas no cinema como algo que merece destaque.

Filmes relacionados ao mundo dos jogos também mostram como as pessoas que jogam nos cassinos vivem seus sonhos. De alguma maneira, são sonhos que se assemelham à uma realidade muito parecida com a do público.

Os protagonistas entram no cassino com apenas algumas moedas para sair com sacos de dinheiro. Seja o protagonista um herói ou um vilão, o público adora a ideia de entrar de alguém que consegue derrotar um oponente muito superior para, em seguida, se sagrar vitorioso.

Assim, em alguns casos, as pessoas terminam de assistir a um filme de cassino sentindo-se inspiradas. Depois de ver os protagonistas ganharem uma fortuna, o público se sente motivado a ir atrás da própria fortuna e de uma vida melhor.

Esse é o caso, por exemplo, de “Jóia Bruta”, apontado por muitos como o melhor filme já feito pelo ator Adam Sandler. No longa-metragem, o ator interpreta Howard Ratner, um joalheiro e jogador compulsivo que persegue a glória ao longo de todo filme. Quando ele enfim consegue o tão esperado prêmio, é morto de forma abrupta. Porém, sua jornada de glória e drama é capaz de motivar qualquer um que precise de um incentivo em alguma área da vida.

Ao mesclar cenas de drama e riqueza, luxo e pobreza, os cassinos conseguem abordar uma série de nuances da vida real. Quem não se lembra das artimanhas de “Doze Homens e Um Segredo” para driblar o sistema? Ou mesmo de “Crupiê”, outro clássico da cinematografia no século 20?

São todos filmes emblemáticos, que conseguem misturar sensualidade de belas mulheres e homens, ostentar cenários deslumbrantes, enredos quase sempre inebriantes e, em muitos casos, boas doses de comédia. Tudo isso embebido em uma dose de drama e também tragédia. Ou seja: seja lá o que o espectador estiver procurando, ele certamente vai encontrar em um filme com a história de cassinos e apostas.

(Visited 72 times, 1 visits today)