Polícia prende dezenas em protesto contra Wall Street

As tensães aumentaáram na madrugada da última terça-feira (11) em Boston, no leste dos Estados Unidos, quanádo a polícia prendeu cerca de cem manifestantes do movimento “Ocupem Bosáton”, depois que o grupo ampliou seu acampamenáto na cidade.

Manifestantes disseram na noite da última segunda-feira (10) que a polícia havia dado um ultimato para que retornassem no início da noite a seu acampamento original, que era menor, do contrário seriam removidos.

Depois da 1h da madruágada de terça-feira (2h em Brasília) centenas de poliáciais, alguns com equipaámentos antidistúrbios, se dirigiram ao grupo, algemaáram manifestantes e retiraáram as barracas.

“À 1h30 desta manhã, centenas de policiais com equipamento completo anátidistúrbios atacaram brutalámente o Ocupem Boston”, disse o grupo em um comuánicado à imprensa, acresácentando que as autoridaádes “não fizeram distinção entre manifestantes, médiácos e observadores”. A políácia informou que ninguém ficou ferido.

“A desobediência civil não será tolerada”, afirmou o prefeito de Boston, Thomas Menino, a uma emissora loácal afiliada à rede Fox News.

Na noite de segunda-feira, o Departamento de Polícia de Boston (BPD, na sigla em inglês) enviou uma mensagem por Twitáter ao movimento, dizendo: “O BPD respeita seu direito de protestar pacificamente. Nós pedimos sua permaánente cooperação.”

As barracas dos manifesátantes estão há vários dias na praça Dewey, no centro da cidade, mas na segunda-feira passaram a ocupar uma área maior.

As manifestaçães se esápalharam para outras cidaádes dos EUA. (DA REDAÇÃO)