Pesquisadores apresentam resultado de pesquisas arqueológicas em Paranapiacaba

Cerca de 20 pessoas, entre moradores da Vila, técnicos e funcionários da Prefeitura acompanharam na tarde da última quinta-feira a apresentação sobre “Arqueologia na Vila de Paranapiacaba …− uma conversa sobre património” na Biblioteca de Paranapiacaba Abia Ferreira Francisco. Na oportunidade o arqueólogo David Lugli Turtera Pereira e o mestrando em Geografia pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), Thiago de Moraes dos Passos apresentaram os trabalhos de pesquisas arqueológicas realizadas no local.

Na apresentação, o público conheceu, entre outros, os locais onde foram feitas as pesquisas, como a área do antigo Hospital, a antiga farmácia e a Garagem das Locomotivas, bem como alguns dos objetos encontrados, como frascos de remédio, seringas, pedaços de porcelanas e carvão mineral, entre outros. Após as primeiras análises, os pesquisadores concluíram que alguns destes objetos são procedentes de países como a Grã-Bretanha e a França. Outros já foram fabricados no Brasil, o que indica um início de industrialização do País. Não foram encontrados vestígios de materiais mais antigos das populaçães que habitavam a região antes da chegada dos portugueses. Os técnicos destacaram ainda a importância do apoio da comunidade local e da Prefeitura no trabalho identificado como Arqueologia Colaborativa. Ainda segundo os pesquisadores os objetos encontrados devem agora ser analisados em laboratórios e posteriormente, após a aprovação do Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional, órgão que autorizou a pesquisa, e da Prefeitura de Santo André, devem ser encaminhados ao Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa. Ao final da apresentação, eles destacaram que esta é uma das primeiras pesquisas arqueológicas realizadas na Vila. “Este trabalho foi importante pois evidenciou a potencialidade arqueológica de Paranapiacaba e esperamos que outros possam dar continuidade às pesquisas”, salientou.

Presente ao encontro, o morador Expedito Pedro elogiou a iniciativa. “A apresentação de hoje mostra para gente o que é este tempo do passado, até como se resgata este passado. Eu gostei demais e sempre colaborei com os meninos e colaboro também com outras açães de memória e história”, afirmou.

O secretário de Gestão de Recursos Naturais de Paranapiacaba e Parque Andreense, Ricardo Di Giorgio, que acompanhou a apresentação, elogiou o trabalho realizado e afirmou que há planos para a organização de uma exposição sobre os trabalhos de restauro da Vila, em execução, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, inclusive com alguns dos objetos arqueológicos encontrados. Os trabalhos de pesquisa arqueológica foram realizados pela empresa Mararëy Arqueologia, contratada pela PCS Tecnologia e Locação Ltda., responsável pelas obras de restauro na Vila.