Peru confirma morte de 3 comandantes do Sendero

O presidente do Peru, Ollanta Humala, confirmou nesta segunda-feira que três comandantes militares do grupo armado Sendero Luminoso foram mortos na noite de ontem, domingo, no Vale dos rios Apurímac, Jan e Mantaro (VRAEM), em um enfrentamento com as forças de segurança. “As fontes de inteligência que participaram desta ação nos afirmam que os delinquentes terroristas mortos seriam o número um e o número dois da estrutura militar do Sendero Luminoso: Alejandro Borda Casafranca, conhecido como Alipio, e Marco Antonio Quispe Palomino, que seria Gabriel”, declarou Humala à emissora “Radio Programas del Perú” (RPP).

O líder afirmou que o terceiro membro foi identificado como o camarada “Alfonso”, quem era a mão direita de “Alipio”. “Ontem à noite, na cidade de Llochegua, na zona rural, houve um enfrentamento armado entre esta brigada especial de inteligência com delinquentes terroristas. Como produto do enfrentamento, caíram mortos três criminosos terroristas e as forças da ordem não tiveram nenhuma baixa”, precisou. Humala informou que se está à espera do exame médico legal para confirmar a identidade dos mortos no confronto.