Nome de Willian, do Chelsea, é citado no escândalo Panama Papers

O nome do meia Willian, do Chelsea e da seleção brasileira, está citado em documentos da empresa panamenha de advocacia e gestão de patrimónios Mossack Fonseca, que integra o escândalo de ocultação de dinheiro conhecido como Panama Papers.

A informação foi publicada no jornal britânico The Guardian. Segundo a publicação, o jogador seria o único acionista da empresa Saxon Sponsoring Limited, uma offshore criada com assessoria da Mossack Fonseca. Ao registrar a empresa, em setembro de 2013, um mês depois de ser contratado pelo Chelsea, Willian teria dado o endereço do centro de treinamento do clube londrino como sendo o residencial. Ao jornal britânico, um porta-voz do jogador brasileiro garantiu que a Saxon Sponsoring Limited foi criada antes da chegada do meia aos “Blues” e que a empresa se manteve inativa desde que Willian desembarcou na Inglaterra, vindo do Anzhi, da Rússia.