Ministério lança carteira de trabalho digital; Guimarães elogia iniciativa do governo

A nova versão da Carteira de Trabalho Digital foi lançada ontem em Fortaleza (CE) pelo ministro do Trabalho e Emprego (MTE), Manoel Dias. Durante a cerimónia, o ministro fez a entrega do primeiro documentoa um trabalhador cearense. A nova Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) digitalizada apresenta um novo sistema de emissão, com a validação nacional de dados feita de forma online, com entrega do documento no mesmo dia da solicitação pelo trabalhador. Além disso, oferece mais segurança ao trabalhador que no momento da emissão terá seus dados cruzados com outros bancos governamentais, proporcionando a entrega de um documento com todas as informaçães do cidadão atualizadas, que vão compor posteriormente um banco de dados único, facilitando o pagamento de benefícios trabalhistas e previdenciários.

Para o deputado José Guimarães (PT-CE), a modernização da carteira de trabalho demonstra o respeito do governo Dilma com os direitos dos trabalhadores brasileiros. “Essa é mais uma conquista para o trabalhador e comprova que o governo da presidenta Dilma, ao modernizar a carteira de trabalho, não compactua com nenhuma flexibilização da Consolidação das Leis do Trabalho, ou retirada de direitos dos trabalhadores”, destacou.

Nova Carteira …− A nova Carteira de Trabalho é válida em todo o território nacional e, além das informaçães da carteira profissional antiga, vem com uma tarja magnética e numeração única para todas as vias, com uma aparência semelhante à de um passaporte.

As mudanças buscam reduzir o número de fraudes, por favorecer a segurança nos processos operacionais. Outra vantagem do modelo é informar se o empregador vem recolhendo corretamente o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e as contribuiçães previdenciárias.

Todas as informaçães, após serem digitalizadas, são armazenadas em um banco de dados e a entrega do documento ocorre no prazo máximo de 15 dias úteis. Os interessados devem ter mais de 15 anos e comparecer à unidade móvel da Fundec portando CPF, carteira de identidade, título de eleitor, comprovante de residência e carteira profissional antiga.

Fonte: PT na Câmara