“Meia-noite no Museu” leva contação de histórias e lendas urbanas ao Museu de Santo André

O Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa realiza uma atividade diferente nesta sexta-feira (27). “Meia-Noite no Museu …− Contação de histórias e lendas urbanas de Santo André” convida o público para conferir interpretaçães, contaçães de histórias e lendas urbanas relacionadas à história da cidade. O local permanecerá aberto das 22h à 1h, sanando a curiosidade dos visitantes. Indicação: 18 anos.

Na Sala Especial do museu está em cartaz a exposição “Verdades Particulares”, dos artistas Luciano Foga, Eduardo Nunes e Guedo Gallet. São 30 trabalhos, entre pinturas, desenhos e arte digital que retratam a angústia e a esperança que acompanham o ser humano contemporâneo.

O museu expãe ainda “Dá para imaginar? Se as coisas não tivessem evoluído”, com objetos de uso cotidiano e do trabalho que as novas geraçães não conheceram, como a vitrola e a máquina de escrever. De maneira divertida a mostra procura fazer com que o visitante reflita sobre a importância da evolução tecnológica. E para quem conheceu estes objetos, é uma oportunidade de relembrar e matar a saudade. As visitas gratuitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira das 8h30 às 16h30, e aos sábados, das 9h às 14h30. O endereço do Museu é Rua Senador Fláquer, 470, Centro.

Orquestra O concerto de outubro da Orquestra Sinfónica de Santo André (OSSA) homenageia o mês da criança e do funcionário público. A apresentação, no sábado, às 20h, no Teatro Municipal António Houaiss apresentará criaçães musicais de diversas épocas, com obras cheias de bom humor.

Sob a batuta da maestrina Natália Larangeira, os músicos interpretarão a “Sinfonia dos Brinquedos”, escrita por Angerer no século XVIII, e “The Typewriter”, obra da década de 1950 de Leroy Anderson. As duas peças incluem instrumentos inusitados na orquestra, como uma máquina de escrever e apitos e cucos. Completam o programa o concerto em ré maior de Haydn, que terá como solista o jovem pianista Klinger Kloos Stabnow, de apenas 16 anos; e o “Guia de Orquestra para Jovens”, de Benjamin Britten.

A apresentação terá ainda diversas surpresas para o público. Uma delas, a música tema do filme “Simba, o rei Leão”, a vencedora do Ringue Sinfónico deste mês. Os pares de ingressos numerados serão distribuídos a partir das 18h na bilheteria do teatro.

Na sexta-feira, às 16h30, o público poderá conferir a execução de uma das obras do programa no Happy Hour Sinfónico, também no Teatro Municipal. Entrada franca.

No domingo, às 16h, o Teatro Municipal apresenta o infantil “A Bela e a Fera”, da Cia. Yara Produçães. Na adaptação, a jovem Bela é cortejada por Gaston, que não o suporta. Fera, o senhor de um castelo próximo à vila de Bela, é um príncipe que foi amaldiçoado por uma bruxa quando negou abrigo para ela.

A maldição só será quebrada de Fera aprender amar alguém e ser retribuído. Ingressos até sábado, R$ 40. Vendas em: www.bilheteriaexpress.com.br