Mais de 200 ton de entulho foram recolhidas nos primeiros dias do Diadema de Cara Limpa

O Programa Diadema de Cara Limpa recolheu, nos primeiros dias de operação, 241 toneladas de entulhos e bagulhos, no bairro Eldorado. Deste total, 201,82 toneladas são de entulhos e 39,18 toneladas de bagulhos. Para o transporte do material foram realizadas 42 viagens de caminhão. Esse volume equivale a um aumento de 50% em relação ao lixo recolhido diariamente na cidade.

A campanha, desenvolvida pelas Secretarias de Serviços e Obras e de Meio Ambiente, foi dividida em setores e ficará na região até o dia 1º/4, sendo intensificada diariamente. Dentre os locais que serão percorridos estão a Praia Vermelha, Estrada Pedreira do Alvarenga, Avenida dos Pereiras e Vila Joaninha. “Isso é muito bom. Assim, outras pessoas não vão jogar lixo e entulho no terreno dos outros”, afirma Afonso Daniel, morador da Vila Paulinia. “Já foram recolhidos mais de dois caminhães de sujeira do terreno aqui ao lado”, comenta, surpresa, a moradora do mesmo bairro, Sandra Cristina Pereira.

A Prefeitura de Diadema orienta que a população deve colaborar descartando o material apenas em dia, local e horário permitidos, de acordo com a programação de cada bairro. O morador que não obedecer ao cronograma estará sujeito à multa de até R$ 3 mil, conforme Lei 2336/04. Além da operação de limpeza, a Prefeitura também intensifica a fiscalização. Na última sexta-feira (13/3), a Fiscalização do Departamento de Limpeza Urbana (DLU), da Secretaria de Serviços e Obras, e a Guarda Civil Municipal (GCM) de Diadema apreenderam um caminhão modelo baú, descartando galhos e troncos de árvores na avenida Nicola Imparato, no Sítio Joaninha, no bairro Eldorado. O motorista foi liberado, mas enquadrado na Lei de Deposição Irregular de Resíduos nº 2336/04, artigo 7, parágrafo 1º, inciso III. Por fazer o despejo em área de manancial e de preservação ambiental, foi estipulada multa de R$ 6.100,00.

Investimento desperdiçado

Diadema paga R$ 90,26 por tonelada de lixo coletado. É o menor preço da região. Mas, anualmente, o município gasta R$ 3.264 milhães apenas com o recolhimento de entulhos, valor que poderia ser investido em áreas prioritárias, como Educação e Saúde, por exemplo.

A Prefeitura de Diadema orienta a população com campanhas sobre reciclagens e descartes de maneira adequada em ecopontos e avisos sobre multas, além de disponibilizar os (das 7h às 16h) e , após esse horário, para denúncias.

Em época de chuva e de aumento dos casos de dengue em todo o Estado de São Paulo, o munícipe também é estimulado a fazer a sua parte, não acumulando lixo e entulho que podem servir de criadouros de roedores e de mosquitos, como o Aedes aegypti, por exemplo.

FONTE PMD