Kaio Soares repete passos do pai no Santo André

Em 2001, Sérgio Soares foi um dos pilares do Santo André no retorno à elite do futebol paulista. Algumas temporadas depois, o então volante se retirou dos gramados e, no Ramalhão, integrou a comissão técnica campeã da Copa do Brasil, tendo papel fundamental na conquista de 2004, ao substituir o suspenso Péricles Chamusca nas partidas decisivas contra XV de Novembro e Flamengo.

Doze anos depois da primeira experiência, a família Soares está representada novamente na comissão técnica do Ramalhão, desta vez por Kaio Soares, novo auxiliar de preparação física da equipe.Feliz por dar continuidade à trajetória iniciada pelo pai nos anos 2000, Kaio destacou o prazer de trabalhar no clube. “Estar no Santo André dá continuidade a uma história familiar. Não é só uma questão profissional. Aqui sinto que é o início da carreira, apesar de ter a primeira experiência no Juáventus”, afirmou Kaio.

O profissional também recordou algumas das várias lembranças que guarda do Ramalhão. “A semifinal do Campeonato Paulista de 2010 contra o Grêmio Barueri (derrota por 2 a 1, após vitória pelo mesmo placar no jogo de ida) foi um dia muito impactante, assim como o gol do acesso do Adãozinho em 2001”, comentou Kaio. Em 2010, o Santo André …− dirigido por Sérgio Soares …− conquistou o vice-campeonato paulista ao perder a decisão para o Santos de Neymar e Ganso em dois jogos históricos. Experiência Em relação à expectativa pela nova empreitada, Kaio ressaltou a importância de integrar uma equipe de profissionais experientes e capaz de recolocar o clube do ABC novamente na elite do Estadual.

“O Santo André vive um momento legal e a expectativa é de crescer, pois queremos o acesso à elite. Quero não apenas aprender, mas ao mesmo tempo contribuir com aquilo que a comissão técnica precisar da minha parte”, explicou.

Além de Kaio Soares, a comissão técnica andreense é formada pelo treinador Luciano Dias, pelos auxiliares Marcos António e Junior Gaino, pelo coordenador de preparação física Danilo Augusto e pelo preparador de goleiros Humberto Flores. Pai orgulhoso Orgulhoso, Sérgio Soares ressaltou a importância de o filho continuar a trajetória que iniciou nos anos 2000 no Santo André.

“Vejo com bons olhos sua entrada no Santo André. Assim como tive a oportunidade de começar com o Jairo Livolis (presidente) e com o Celso Luiz de Almeida (presidente do Conselho Deliberativo), eles também estão permitindo que Kaio inicie a carreira no clube e, por isso, sou muito grato”, comentou o treinador. “Kaio possui personalidade agregadora, além de totais condiçães para contribuir ao atual momento do time”, enfatizou o técnico vice-campeão paulista de 2010 pelo Ramalhão.