Incêndio em jato agrava problemas da Boeing

As açães da Boeing sofreram novo golpe e fecharam a última semana em baixa de 4,7% na Bolsa de Nova York após outro incidente com o 787 Dreamliner, o avião de maior porte da empresa.

Um incêndio que não havia sido explicado até a conclusão desta edição destruiu parte de um jato da Ethiopian Airlines no pátio do aeroporto de Heathrow, em Londres. A aeronave estava estacionada no local havia cerca de oito horas, sem passageiros a bordo.