GM oferecerá US$ 1 milhão para cada morte atribuída a defeito em carro

A montadora americana General Motors oferecerá um milhão de dólares para cada morte …− ao menos 13 …− em acidentes atribuídos ao defeito na ignição que levou a companhia a anunciar o recall de 2,6 milhães de seus veículos, dez anos após a detecção do problema.

Segundo as condiçães estabelecidas pelo fundo de indenização anunciadas pelo advogado Kenneth Feinberg, a fabricante também propãe pagar US$ 300 mil para cada cónjuge que sobreviveu ao acidente e a mesma quantidade para o responsável pela vítima.

O maior fabricante carros dos Estados Unidos está no centro de diversas investigaçães, uma da agência responsável pela segurança nas estradas; uma da Câmara dos Representantes; e uma, segundo a imprensa, do Departamento de Justiça.

A GM ordenou em fevereiro o recall de 1,6 milhão de veículos nos Estados Unidos, México e Canadá, principalmente carros das marcas Chevrolet, Pontiac e Saturn fabricados entre 2003 e 2007. Nenhum dos carros envolvidos é vendido no Brasil

Os modelos são Pontiac Pursuit, G5, Saturn Ion, Chevrolet HHRs, Pontiac Solstice, Saturn Sky e Chevrolet Cobalt que, apesar do nome, não é o mesmo carro comercializado no Brasil.

Em maio, no entanto, a agência France Presse teve acesso a um documento enviado pela GM ao governo americano que mostrava que um relatório feito nos trabalhos prévios à produção do Saturn Ion em 2001 já indicava o problema.

Na época, uma mudança no desenho do projeto foi feita para solucionar o problema. Mas, dois anos mais tarde, um técnico reportou que um Saturn Ion desligou enquanto ele o dirigia.

A empresa também recebeu em 2003 várias reclamaçães de usuários desse modelo de que não conseguiam ligar o carro.

A GM pode receber uma multa de US$ 35 milhães, uma cifra pequena comparada aos 155 bilhães de seu faturamento anual.

Consultado pela AFP sobre essa informação, um porta-vez da montadora afirmou por e-mail que a “GM está completamente decidida a aprender com o passado, adotando normas elevadas em termo de qualidade e rendimento” de seus produtos.

Fonte: Da France Presse / globoesporte.com