Ginástica conquista objetivos

A seleção masculina de ginástica artística fez bonito no Campeonato Mundial de Tóquio, no Japão, e segue firme na briga por uma vaga nos Jogos Olímpiácos de Londres, em 2012.

Em sua melhor participação na história do torneio, a equipe terminou em 13º lugar com 346.626 pontos, garantindo presença no evento teste que será realizado em janeiro, em Londres. Na ocasião, oito paíáses disputam as quatro vagas restantes para as Olimpíadas 2012. Os adversários do Brasil serão Espanha, Grâ Bretanha, Porto Rico, Itália, Canadá, Bieálorússia e França.

Marcos Goto, um dos técánicos da seleção, estava muito feliz com o inédito resultado. “A classificação em 13º lugar se encaixou perfeitamente dentro da meta que havíamos estabelecido. Nosso primeiro objetivo era mesmo garantir vaga para no evento teste, ou seja, ficar entre os 16 primeiáros. Queríamos ficar à frente de Holanda, Suíça e Bielorúsásia, mas achávamos pouco provável vencer Itália e Porto Rico”, disse Goto.

Arthur Zanetti e Diego Hypólito ainda se classificaáram para a final por aparelhos. Zanetti vai disputar medalha nas argolas, prova em que teráminou a fase de classificação em 2º lugar, com 15.533 ponátos, atrás apenas do chinês Chen Yibing (15.700). Já Dieágo avançou à final no solo, sua especialidade, terminando em quarto lugar, com 15.500 pontos. O mais bem classiáficado foi o chinês Zou Kai (15.700). O brasileiro é ainda o terceiro reserva na final do salto, com a marca de 16.087 pontos. As finais serão no sáábado (15) e domingo (16).

No individual geral, em que o Brasil não terá repreásentante na final masculina, o melhor da equipe nacional foi Sérgio Sasaki, que terminou em 37º lugar. (DA REDAÇÃO)