Genebra volta às origens com supercarros, mas Brasil fica de lado

O Salão de Genebra é mundialmente reconhecido pelo charme e pelo ambiente requintado. Após passar dois anos sem apresentar um superesportivo de renome (os últimos haviam sido McLaren P1 e Ferrari LaFerrar, em 2013), o evento voltou ao tradicional em 2016 e apresentou carros superluxuosos e esportivos, como os novos Lamborghini Centenario, Bugatti Chiron e a Ferrari GTC4Lusso.

Dois carros que estavam no evento têm cara de Brasil: Toyora C-HR, SUV compacto criado pela marca japonesa para bater de frente com o Honda HR-V; e Fiat Tipo — embora as duas marcas neguem que estes modelos tenham planos de vir para cá. Com exceção deles, GM, Ford, Volks, Nissan decepcionaram e apresentaram praticamente nada de importante para o nosso mercado.

Confira um resumo do que aconteceu na edição deste ano.

FONTE UOL