Definidas propostas para os próximos dez anos em X Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente

Jéssica Alves, de 17 anos, e outros cinco adolescentes e crianças foram muito aplaudidos e ovacionados ao serem chamados para compor a mesa da cerimónia de abertura da X Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente. A adolescente Jéssica falou que quer mudar o mundo, como muitos de seus colegas, e que para isso é preciso participar, dizer o que se deseja. ” A gente tem de lutar, batalhar, porque, assim, tudo o que a gente quer vai conseguir”, disse. O evento, que teve como tema ” Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes”, reuniu mais de 500 pessoas, nesta quinta (16) , para a definição de propostas para a composição de um plano com açães para vigorar pelos próximos dez anos

As demandas apresentadas foram previamente discutidas em pré-conferências e também na VI Conferência Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente, que aconteceu em 27 de março, na Clasa (Casa Lions do Adolescente de Santo André). Naquele Encontro , 160 jovens com idade entre 8 e 18 anos se reuniram para falar o que esperam em termos de políticas públicas em áreas como saúde, educação, segurança, cultura e lazer, entre outras.

“Aqui em Santo André as pessoas são ouvidas, pois nossa cidade tem política pública para todas as pessoas, seja para crianças, adolescentes, mulheres, negros e outros”, frisou a Secretaria de Inclusão e Assistência Social , Fátima Grana. Na Conferência, realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a Secretaria de Inclusão e Assistência Social, foram eleitos 31 delegados adultos e 21 delegados crianças e adolescentes, que participarão da Conferência Regional que acontece no segundo semestre, envolvendo os sete municípios da Região do Grande ABC.

As decisães resultantes da Conferência Municipal serão apresentadas na Conferência Estadual e na Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que acontece entre 14 e 18 de dezembro, em Brasília, cujo tema deste ano será ” Política e Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes …− fortalecendo os Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente”. Para o Prefeito Carlos Grana, “não é possível aceitar a lógica de que o adulto decida sozinho o que é melhor para as crianças e jovens, pois eles é quem têm mais propriedade para falar sobre suas necessidade. E no que se refere a Santo André, quero reafirmar o compromisso com a realização das demandas resultantes dessa conferência”, frisou.

Sobre a Secretaria de Inclusão e Assistência Social

Responsável por enfrentar as desigualdades sociais da população em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social por meio da política de assistência social e da integração de outras políticas públicas, de forma matricial e transversal, com controle social.

Compete ainda a secretaria desenvolver parcerias com os conselhos municipais e ONGs (Organizaçães Não Governamentais) permitindo o desenvolvimento de programas de proteção básica às famílias, transferência de renda, atenção à mulher, a pessoa idosa e a pessoa com deficiência. Entre os serviços de referência oferecidos pelo município estão os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro de Referência da Pessoa com Deficiência, Centro de Referência da Pessoa Idosa, Centro de Atenção a População em situação de Rua …− Casa Amarela.

FONTE PMSA