Cristina Kirchner é reeleita com votação esmagadora

A presidente da Argenátina, Cristina Kirchner, foi reeleita anteontem (23) por larga margem de votos, obtendo um grande apoio dos eleitores as suas políticas não convencionais, às quais atribuíram o cresciámento do país.

O resultado marca uma dramática mudança na caráreira de uma líder que enáfrentou irados protestos de fazendeiros e eleitores de classe média no início de seu governo, levando críticos a preverem que ela não conseáguiria cumprir seu mandato.

De acordo com resultaádos da apuração, Kirchner, de 58 anos, conquistou 53,8 por cento dos votos, com uma vantagem de 37 ponátos porcentuais sobre o seágundo colocado, o socialista Hermes Binner, governador da província de Santa Fé.

Nenhum líder argentino conseguia votação tão exápressiva desde que o geneáral Juan Domingo Perón foi eleito presidente pela terceiára vez com 62 por cento dos votos, em 1973.

“Se algum de nós tivesse dito dois anos atrás que isto seria possível, teriam nos dito que estávamos loucos”, afirmou Cristina, chorando, a milhares de partidários que se concentraram na praça diante do palácio preásidencial em Buenos Aires.

Imprensa

A imprensa argentina acusa Kirchner de tentar intimidar opositores e direácionar a publicidade oficial do governo para veículos de comunicação aliados, em detrimento dos demais. Cristina reage às críticas acuásando a mídia de “golpista”.

Cristina é acusada de utilizar o sindicalista Hugo Moyano e a Confederação Geral do Trabalho da Argenátina (CGT), como “tropa de choque” visando intimidar a imprensa. (DA REDAÇÃO)