Quais são as criptomoedas promissoras para 2022?

criptomoedas promissoras para 2022

Quando se fala em criptomoedas promissoras para 2022, é muito comum escutar que o Bitcoin, por exemplo, é uma tecnologia ultrapassada, e que outra criptomoeda promissora irá revolucionar o mercado. De fato, há muitos e sérios projetos que vão além do mercado de “ouro digital” e “meio de troca”. No entanto, são poucos os que entregam promessas e atraem o público.

Em 2021, os destaques foram os segmentos de metaverso, cripto tokens, game-coins e plataformas concorrentes da Ethereum. Entretanto, com mais de 10.000 criptoativos em circulação, fica difícil saber quais serão as criptomoedas promissoras para 2022.

Criptomoedas promissoras para 2022: O que são criptomoedas?

Basicamente, as criptomoedas são ativos digitais que existem apenas dentro de um banco de dados público e compartilhado. Ou seja, elas se referem a qualquer tipo de moeda que existem digital ou virtualmente, e utiliza a criptografia para garantir a realização de transações. As criptomoedas não possuem uma autoridade central de emissão ou regulação, e em vez disso, usam um sistema para registrar transações e emitir novas unidades.

As criptomoedas também se referem a um sistema de pagamento digital que não dependem de bancos para verificar e confirmar transações. Ou seja, é um sistema ponto a ponto que permite que qualquer pessoa envie e receba pagamentos de qualquer lugar. Ao invés do dinheiro físico transportado e trocado no mundo real, os pagamentos com criptomoedas existem apenas como valores digitais em um banco de dados na internet que documenta as transações.

Portanto, o principal objetivo das criptomoedas é oferecer proteção e segurança. A primeira criptomoeda foi o Bitcoin, criada em 2008, e até hoje é a mais conhecida. E grande parte do interesse em criptomoedas é a negociação de mercado visando o lucro, com especuladores que impulsionam os preços até as alturas.

Criptomoedas promissoras para 2022: Como as criptomoedas funcionam?

Basicamente, as criptomoedas são executadas através de um livro público distribuído chamado blockchain, uma espécie de registro de todas as transações atualizadas e mantidas pelos detendores das moedas. As unidades de criptomoedas são criadas por meio de um processo chamado mineração, que envolve o uso de potencia de computação para resolver problemas de matemática complicados, que geram as moedas.

Os usuários também conseguem comprar moedas com corretoras, e depois armazená-las e gastá-las usando carteiras criptográficas. Ou seja, quem possui criptomoedas, não possui nada físico, mas sim uma chave que permite mover um registro ou uma unidade de medida de uma pessoa para outra, sem a necessidade de um terceiro de confiança.

Ainda que o bitcoin exista desde 2009, as criptomoedas e os aplicativos de blockchain ainda estão no começo (falando em termos financeiros). No entanto, mais usos dessas coisas são esperados no futuro, e transações como títulos, ações e outros ativos financeiros podem ser eventualmente negociados utilizando essa tecnologia.

Criptomoedas promissoras para 2022: como adquirir criptomoedas?

O primeiro passo é escolher uma plataforma. Geralmente, é possível escolher entre uma corretora tradicional ou uma bolsa de valores de criptomoedas. As corretoras tradicionais são online e oferecem maneiras de comprar e vender criptomoedas, além de outros ativos financeiros. Essas corretoras, além disso, tendem a oferecer custos mais baixos de negociação, mas menos recursos de cripto.

Já a bolsa de valores de criptomoedas são divididas em muitos tipos, e cada um oferece diferentes criptomoedas, armazenamentos de carteira, opções de conta com juros e muito mais. Muitas bolsas cobram taxas baseadas em ativos.

Depois de escolher a plataforma, o próximo passo é financiar a conta para poder começar a negociar. A maioria dos câmbios de criptomoedas permite que os usuários comprem criptomoedas usando moedas emitidas pelo governo, como o dólar americano, a libra britânica ou o euro, usando cartões de crédito ou débito.  Por fim, é a hora de fazer o pedido. Esse pedido pode ser feito através da plataforma móvel da corretora ou do câmbio.

Criptomoedas promissoras para 2022: Quais foram as criptomoedas promissoras em 2021?

Em 2021, houve alguns retornos impressionantes em criptomoedas, ainda que a líder Bitcoin tenha “ficado para trás”.

Histórico de ativos 2021

  • Bitcoin: 59,6%;
  • Ethereum: 400%;
  • Demais criptos: 552,4%;
  • S&P500 EUA: 26,8;
  • Ouro: -3,6%;
  • Imóveis Case-Shiller EUA: 18,7%.

Dentre as criptomoedas que foram promissoras em 2021, pode-se destacar os setores de jogos, metaverso e as plataformas de smart contracts, ou seja, os contratos programáveis de execução automatizada.

Quais são as criptomoedas promissoras para 2022?

As criptomoedas promissoras para 2022 são:

Ethereum (ETH)

O Ethereum é uma das criptomoedas promissoras para 2022 que permite uma camada adicional de informação no blockchain. Diversos projetos tentaram copiar ou melhorar esse sistema, maso grande número de usuários e desenvolvedores confere ao Ethereum a segunda colocação no ranking de valor de mercado.

Chainlink (LINK)

A criptomoeda Chainlink (LINK) é uma das criptomoedas promissoras para 2022  consegue trazer informações do mundo real para o blockchain. O problema resolvido é a confiança nos dados, já que todos sabemos que nas transações envolvendo milhões de dólares, todo cuidado é pouco.

Polygon (MATIC)

A Polygon é uma das criptomoedas promissoras para 2022 que busca resolver o limite de processamento da rede Ethereum. Assim, os aplicativos descentralizados que utilizam esta solução conseguem taxas menores para transações. Recentemente, a Polygon anunciou o processo de destruição (queima) de parte dos tokens recebidos como pagamento das taxas na rede.

Yearn.finance (YFI)

Lançado em julho de 2020, Yearn.finance é uma das criptomoedas promissoras de 2022, e é a maior plataforma de rendimento automatizado (yield farming) na rede Ethereum.

Enjin Coin (ENJ)

ENJ é uma das criptomoedas promissoras de 2022 do metaverso, voltada para os jogos e tokens não-fungíveis (NFT). A plataforma conta com um marketplace, uma carteira digital (wallet) própria e ferramentas para desenvolvedores.

DYDX

Esta é uma das criptomoedas promissoras de 2022, da exchange descentralizada (DEX) dYdX, que oferece a negociação de contratos futuros de criptos. Em resumo, a plataforma emula as funções oferecidas por corretoras de derivativos tradicionais, porém tudo é automatizado e baseado em stablecoins, as moedas pareadas em dólar.

Uniswap (UNI)

A líder de mercado nas exchanges descentralizadas (DEX) é a Uniswap (UNI). Além de ser uma das mais antigas, colocou em prática o modelo de formador automatizado de mercado (AMM), e é uma das criptomoedas promissoras de 2022. Ao invés de trabalhar com o livro de ofertas (order book) tradicional das corretoras de ativos, as trocas são realizadas por cooperativas de liquidez.

 

Acesse https://jornalhojelivre.com.br e veja mais assuntos!

 

Fontes:

https://br.investing.com/news/cryptocurrency-news/3-criptomoedas-para-ficar-de-olho-em-maio-de-2022-995899

https://www.kaspersky.com.br/resource-center/definitions/what-is-cryptocurrency