Creches funcionarão durante parte das férias

A partir do dia 18 de janeiro, 28 creches da rede municipal de ensino de Santo André funcionarão durante as férias escolares. Apenas quatro unidades não terão atendimento no período sem aulas devido a obras de reforáma e revitalização de espaços: Gonzaguinha, no Parque Erasámo; Irmã Rosina da Silva, no Guaraciaba; Henfil, no Jardim Santo André, e Beth Lobo, na Vila Sá.

O ano letivo terá início oficialmente no dia 3 de fevereiro. Para ter acesso ao atendimento, os pais responáderam a pesquisa de interesáse, realizada pela Secretaria de Educação, no momento da matrícula.

Do total de aproximadaámente 6 mil alunos matricuálados nas creches municipais, 1.412 manifestaram interesse, número 20% maior do que o registrado no ano passado.

Em 2011, primeiro ano em que as unidades estiveáram abertas nas férias, 1.175 pais manifestaram interesse pelo serviço, e 795 crianças compareceram. As unidades estiveram atendendo também nas férias de julho do ano passado. Em 2011, 2.067 se inscreveram e 1.209 alunos compareceram.

“A iniciativa tem como objetivo dar mais tranquiliádade aos pais e mães que trabalham. Mas é importante também que as férias sejam uma época prazerosa para as crianças, como se elas estivessem em suas próprias casas”, destaca Cleide Bauab Eid Bochixio, secretária de Educação.

Para isso, foi desenvolvida rotina diferenciada para as crianças no período, repleta de atividades recreativas, as quais incluem jogos, danáças, brincadeiras, teatro de fantoche, músicas e sessão de cinema, entre outras.

O drama das creches

Em Sorocaba, distante 150km de São Paulo, o drama das creches fechadas ainda está longe de terminar.

Por não ter condiçães de levar o filho a uma creche distante de sua casa e por não conseguir vaga em outra uniádade municipal de Sorocaba mais perto de sua residência, a manicure Adriana Cristina da Silva, de 34 anos, vive o drama de ter de pedir a conta do emprego, conseguido há cerca de um mês em uma operadora de telefonia celular (onde atua como promotora de vendas), para cuidar de Ruan Pablo Mendonça, de 2 anos e 11 meses.

Ruan faz parte das 3.278 crianças com até três anos de idade fora da creche neste ano, conforme declarado pela secretária municipal da Educação.

Adriana é uma daquelas milhares de mães que aguarádam ansiosamente por uma vaga em creche próximo de casa. A fim de continuar no trabalho. “Não tenho outra escolha, a minha mãe mora no Central Parque e não tem condiçães de cuidar do Ruan enquanto eu trabalho”, comenta.

Em quase todos os muánicipios brasileiros, o drama a se repete, a administração pública, quando tenta legislar a favor da população, esbarra no sindicato de professores, buscar o equilibrio destas duas forças é tarefa dificil.

Respeito

A iniciativa da atual da administração é recebida positivamente pela populaáção, pois independente da situação de férias escolares, as mães que necessitam de cuidadores preparados para seus filhos sempre encontraáram problemas na época das férias.

O equilibrio entre as merecidas férias do corpo docente e dicente das creáches escolares, é uma busca objetiva da administração, em um trabalho que vem se desenvolvendo durante todo este período, trazendo tranquilidade as famílias residentes no município, independente de qualquer pré-requisito.