Brigadeiro feitos com casca de banana são ensinados em oficinas

Brigadeiro com casca de banana, lasanha de abobrinha com recheio de abóbora, pasta de berinjela, além de limonada suíça com couve e salsinha. Estas foram as receitas que uma das seis turmas que participaram do projeto Culinária Sustentável, tiveram a oportunidade de aprender na manhã desta terça-feira (30), durante oficina realizada na Sociedade Amigos da Vila Sá. Promovida pela Prefeitura, por meio do Banco de Alimentos, da Secretaria de Inclusão e Assistência Social, e, em parceria com a Coop (Cooperativa de Consumo) e com a empresa Cultura Sustentável, a iniciativa inovadora teve como objetivo incentivar uma alimentação saudável por meio do aproveitamento de alimentos.

Único homem da turma de 25 pessoas, Pedro Martinez, 76 anos, era só alegria. Após relatar já ter trabalhado em cozinha, o aposentado afirmou que nunca é tarde para aprender coisas novas, ainda mais em uma área que ele tanto aprecia. “Sempre gostei de cozinhar. O engraçado é que tem homem que nem sequer um ovo sabe fritar. Esta, então, seria uma boa oportunidade para quem quer aprender”.

“Acho incrível esta iniciativa, pois enquanto algumas pessoas chegam aqui já sabendo de algo, outras sequer imaginam ser possível fazer um recheio com folhas, um doce com sementes e, assim por diante”, afirmou a chef Regina Tchelly, que destacou ter levado seus conhecimentos para diversos lugares do mundo e que há quatro anos trabalha neste segmento.

Entre os alimentos fornecidos pelo Banco Municipal de Alimentos e utilizados no preparo dos pratos estavam: abobrinha, abóbora, berinjela, cebola, salsinha, couve, banana e limão. Ao todo, cerca de 150 pessoas do Jardim Santo André, Parque João Ramalho, Jardim Renata, Curuçá, Parque das Naçães e imediaçães participaram da atividade.

Ao término de cada oficina, os alunos foram agraciados com um certificado, além de uma cartilha contendo diversas receitas, como: risoto de casca de melancia, sanduíche de talo de couve, macarrão cremoso com casca de inhame, doce de casca de abóbora com coco, dentre outras.

Sobre a Secretaria de Inclusão e Assistência Social

Responsável por enfrentar as desigualdades sociais da população em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social por meio da política de assistência social e da integração de outras políticas públicas, de forma matricial e transversal, com controle social.

Compete ainda a secretaria desenvolver parcerias com os conselhos municipais e ONGs (Organizaçães Não Governamentais) permitindo o desenvolvimento de programas de proteção básica às famílias, transferência de renda, atenção à mulher, a pessoa idosa e a pessoa com deficiência. Entre os serviços de referência oferecidos pelo município estão os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro de Referência da Pessoa com Deficiência, Centro de Referência da Pessoa Idosa, Centro de Atenção a População em situação de Rua …− Casa Amarela.

A respeito de Santo André

A Vila de Santo André da Borda do Campo foi fundada em 8 de abril de 1553 e extinta em 1560. A localidade passou a ser parte do município de São Paulo e apenas em 1889 é que a região passou a ter um município com nome de São Bernardo. Este abrigava todo o ABC, e com a transferência de sede em 1939 passou a ser denominado Santo André. Este nome permaneceu, e após diversas emancipaçães de distritos, em 1953, o município de Santo André passou a ter a área atual de 174,38 km².

Localiza-se no ABC paulista (Região Metropolitana de São Paulo), distante 18 km da Capital. A cidade é estratégica para o setor logístico, pois está inserida no principal polo económico brasileiro, próxima a algumas das principais rodovias estaduais e federais, as quais dão acesso ao Porto de Santos e aos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

Conforme último Censo, divulgado em 2010, com estimativa para 2014, Santo André possui 707.613 habitantes. No ano de 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de R$ 18,085 bilhães, sendo o 32º maior do País e o 12º maior entre as cidades do Estado de São Paulo. O orçamento previsto para 2015 é de R$ 3,178 bilhães.

Links: Visite o site: www.santoandre.sp.gov.br Facebook: Twitter:

FONTE PMSA