Brasil não vai se resolver sem se abrir mais para o mundo, diz pesquisador

O Brasil não vai se resolver sem se abrir mais para o mundo. A afirmação é de Paulo Sotero, pesquisador e diretor do Brazil Institute do centro de pesquisas Woodrow Wilson, em Washington.

“Eu, pessoalmente, acho que o Brasil tem que se arejar, tem que se abrir mais para o mundo. É só se abrindo que o Brasil vai se tornar mais competitivo. Somos uma das economias mais fechadas do planeta, do mundo capitalista”, diz ele, o nono convidado do projeto da Fecomercio-SP que investiga o pensamento brasileiro em uma série de entrevistas.

FONTE UOL/ TV FOLHA