Brasil e Alemanha entregam à ONU resolução contra espionagem

Brasil e Alemanha entregaram nesta sexta-feira à Terceira Comissão das Naçães Unidas o projeto conjunto de uma resolução sobre direito à privacidade digital, na esteira das últimas denúncias sobre a espionagem praticada pela NSA (Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos) para quebrar o sigilo de empresas, governos e cidadãos.

De acordo com um diplomata que teve acesso ao projeto, “há o componente da espionagem das ultimas notícias, mas o que veio à tona a partir dessas denúncias foi que um dos direitos humanos consagrados, que é o direito à privacidade, está sendo violado na era digital”, afirmou.

A Terceira Comissão cuida, entre outros temas, de questães que abrangem os direitos humanos.

Na semana passada, uma nova denúncia baseada em documentos revelados pelo ex-técnico da CIA Edward Snowden veio à tona, com a informação de que pelo menos 35 líderes mundiais foram espionados pela inteligência americana.

Os recentes desdobramentos da sequência de reportagens iniciadas em junho mostram que, assim como a presidente brasileira, Dilma Rousseff, a chanceler alemã, Angela Merkel, também teria sido alvo de escutas telefónicas.

Dilma direcionou duras críticas ao governo americano em seu discurso na última Assembleia-Geral da ONU em setembro e cancelou uma visita de Estado ao presidente Barack Obama.

Merkel, que também condenou a prática americana, enviou uma delegação para tratar do assunto em Washington nesta semana.

Fonte: Folha de São Paulo